ComércioNotícia

Produtos têxteis egípcios estão em feira Gotex

Escritório Econômico e Comercial do Egito em São Paulo tem estande na mostra, onde podem ser vistos artigos fabricados no país árabe, como fios, tecidos e camisas.

São Paulo – Produtos têxteis de empresas egípcias podem ser vistos até esta quinta-feira (13) na 6ª Gotex Show, feira internacional do segmento que começou na terça-feira (11) no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, na capital paulista. O estande organizado pelo Escritório Econômico e Comercial do Egito em São Paulo apresenta cerca de 20 marcas do país árabe, com artigos como fios, tecidos e camisas de algodão egípcio, produtos conhecidos mundialmente pelo alto padrão.

Mantovani, da Lotas, vende produtos egícpios

O cônsul comercial e chefe do escritório, Mohamed Elkhatib (foto acima), afirmou à ANBA que o Egito já fornece matérias-primas têxteis para o mercado brasileiro e que grandes empresas locais produzem artigos com algodão egípcio. “Mas há oportunidades para mais negócios”, afirmou.

O cônsul lembra que o algodão do Egito é o mais famoso do mundo em função da sua fibra longa e que é conhecido também no Brasil. Ele afirma que o Egito tem produção em todas as pontas da cadeia, desde o algodão e as fibras até os fios, linhas, tecidos e as próprias roupas, e que há oportunidades nessas áreas no mercado brasileiro.

Isaura Daniel/ANBA

Farid: egípcio mora e faz comércio no Brasil

Elkhatib acredita que o acordo de livre comércio entre o Mercosul e o Egito, que entrou em vigor no final do ano passado, traz ainda mais oportunidades para esse comércio, já que em dez anos o imposto de importação dos produtos da cadeia estará zerado, o que dará aos artigos egípcios mais competitividade no mercado brasileiro.

No estande egípcio da Gotex é possível conhecer as roupas íntimas masculinas e meias fabricadas pela Embrator com algodão egípcio, os tecidos e as camisas da Nasser Tex, os tapetes da Oriental Weavers, os tecidos da Nile Linen Group, entre outros produtos.

A Lotas Comércio Exterior, empresa que trabalha com importação de produtos egípcios, está presente no estande. A companhia comercializa várias marcas e tipos de produtos do país árabe no Brasil. “Para nós, participar da feira é uma oportunidade para a divulgação de nossos produtos”, afirmou o gerente de vendas da Lotas, Vasni Mantovani. Segundo ele, a Gotex é uma feira de referência em matérias-primas e produtos têxteis acabados, e formadora de opinião em tendências.

Isaura Daniel/ANBA

Elkhatib e Barrinha: parceria na Gotex

No estande egípcio, a Lotas apresenta produtos como tecidos de camisaria fina e camisas da Nasser Tex, tecidos de decoração da Cozman, fios para todo tipo de aplicação de marcas como a Mediterranean e Miratex, fios de linho da Egyptian Flax e tecidos para roupa de cama da Nile Linen Group. Entre os tecidos da Nasser Tex, a Lotas trouxe a coleção Officine Tessuti, baseada nas últimas tendências europeias.

A empresa Nile Trading trabalha com importação de tecidos egípcios para camisaria de duas marcas, uma delas a Nasser Tex, e também está presente no estande. O proprietário da Nile, o egípcio Yasser Farid, radicado no Brasil, conta que atende camisarias, confecções e distribuidores no mercado brasileiro. A empresa fica em São Caetano do Sul, na região do ABC Paulista. “O mercado brasileiro precisa de produtos de alta qualidade”, declarou Farid.

De acordo com Elkhatib, a participação na Gotex deste ano é um teste e, se forem verificadas reais oportunidades para as empresas egípcias no mercado brasileiro a partir da mostra, o país deve estar na edição do ano que vem com um pavilhão completo. O cônsul afirma que a feira é realmente voltada para profissionais do segmento, o que é o foco das empresas egípcias expositoras.

Isaura Daniel/ANBA

Egito tem estande na feira Gotex

Entre os expositores da Gotex, 90% são estrangeiros, segundo informações de Carlos Barrinha, diretor presidente da agência oitocom, organizadora da mostra. De acordo com ele, a presença do Egito é uma novidade. “Só a cultura de produção dos artigos egípcios já agrega valor à feira”, disse ele à ANBA. De acordo com Barrinha, a Gotex não é uma mostra de grande volume de público, mas atrai visitantes focados no segmento e apresenta as tendências na área.

Material divulgado pela assessoria de comunicação da Gotex informa que são cerca de 100 marcas expositoras na edição deste ano e que elas são do Brasil, China, Coreia do Sul, Egito, Hong Kong, México, Paquistão e Peru. Além dos estandes com apresentação de produtos, há diariamente  palestras sobre temas como tendências em moda feminina, design para estamparia, entre outros.

por Isaura Daniel – ANBA

Artigos relacionados

Close